Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
10/07/2024 15h20min - Ciência
2 semanas atrás

Pesquisadores identificam fungo capaz de degradar plástico nos oceanos


Foto: Science of The Total Environment ► 
Fonte: Fonte Agrolink



Pesquisadores do Royal Netherlands Institute for Sea Research (NIOZ) descobriram um fungo marinho que pode ajudar a combater a poluição plástica nos oceanos. O fungo, chamado Parengyodontium album, consegue degradar polietileno, o plástico mais comum encontrado nas águas.

Segundo o estudo  que foi publicado na revista Science of the Total Environment, o Parengyodontium album pode decompor o polietileno a uma taxa média de 0,05% por dia. A degradação do plástico pelo fungo depende da exposição à luz UV, o que o torna eficaz principalmente para plásticos que flutuam perto da superfície do oceano. Essa descoberta representa um potencial avanço na luta contra a poluição plástica que atinge os oceanos.

Annika Vaksmaa, autora principal do estudo e pesquisadora do NIOZ, destaca a importância dessa descoberta. "Nossas medições mostraram que o fungo converte a maior parte do polietileno em dióxido de carbono, excretando-o novamente. Embora o CO2 seja um gás de efeito estufa, a quantidade liberada pelos fungos não é suficiente para causar preocupação."

A pesquisa contou com a colaboração de diversas instituições renomadas, incluindo a Universidade de Utrecht, a Ocean Cleanup Foundation, e institutos de pesquisa em Paris, Copenhague e St. Gallen, na Suíça. Juntos, os cientistas isolaram o fungo marinho a partir de amostras do Oceano Pacífico Norte e o cultivaram em laboratório usando polietileno marcado com carbono 13 (C¹³) como única fonte de carbono.

Embora o Parengyodontium album mostre eficácia na degradação de plásticos expostos à luz UV, ainda há desafios a serem superados. "No laboratório, o fungo só decompõe o polietileno que foi exposto à luz UV por pelo menos um curto período de tempo", 

No entanto, a pesquisa abre portas para a descoberta de outros fungos que possam degradar plásticos em profundidades maiores. "Fungos marinhos podem quebrar materiais complexos feitos de carbono. Há inúmeras quantidades de fungos marinhos, então é provável que, além das quatro espécies identificadas até agora, outras espécies também contribuam para a degradação do plástico", afirma Vaksmaa.



•  

Agrolink
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.